Smartphones e a revolução do consumo

using-smartphone

A disseminação dos smartphones está transformando nossa maneira de consumir…

Adidas-window-shopping-alemanha
A Era pré-internet e o boom econômico (1950 – 1995)

Há algumas décadas atrás, quando grandes empresas varejistas ascenderam tirando proveito da febre de consumo do pós-segunda guerra, comprar era muito “simples”! Você via um produto novo, na mídia ou nas vitrines das lojas, se interessava, ia até o local e comprava. Não havia muitas opções de marcas e tipos de um mesmo produto e muitas vezes consumidores ávidos por novidade formavam filas que esgotavam os estoques das fábricas em pouco tempo. Foi o que aconteceu com o modelo Mustang, da Ford, lançado em 1964. Naquela época, o conhecimento e a experiência dos vendedores faziam toda e diferença no momento da decisão de compra e na fidelização da clientela!

Ford Mustang 1964

Ford Mustang, 1964 – Foto: Reprodução

A Era da internet e o comércio eletrônico (1995 – 2012)

Passado alguns bons anos, o aumento da concorrência e a popularização da internet mudaram o cenário. Lojas on-line, como a Amazon.com, permitiram que o cliente comprasse no conforto de sua casa. A oferta de marcas e produtos similares também cresceu e demandou que inovações surgissem cada vez mais rápido! A era digital produziu consumidores mais informados e exigentes. Um bom vendedor já não era mais suficiente para induzir à compra. Proporcionar uma experiência relevante e agradável também se tornou indispensável.

A Era do smartphone e a convergência de canais (até 2020)

Desde o lançamento da primeira versão do IPhone, em 2007, os smartphones mudaram significativamente a maneira como trabalhamos e organizamos nosso dia a dia, natural que alterassem também a forma como consumimos. Com a disseminação desses aparelhinhos multifuncionais, toda a praticidade da internet veio parar na palma da mão. Hoje é possível pesquisar por preços e melhores condições de pagamento nos concorrentes de dentro da loja. O poder de negociação mudou, literalmente, para as mãos do consumidor. Novos aplicativos surgem todos os dias para melhorar a experiência de compra dentro de uma loja ou fora dela. Seja para facilitar a forma de pagamento como para sugerir listas de produtos de acordo com o perfil do consumidor. Cada vez mais a experiência na loja física vai se aproximar com a do comércio eletrônico. E as empresas terão que se adequar num espaço cada vez mais curto de tempo!

Tecnologia iBeacon – mapeamento por bluetooth que permite sugerir opções de compra e criar listas de acordo com as preferências do consumidor.

O aplicativo Style Eyes permite que você encontre aquela roupa, sapato ou acessório lindo que você viu em alguém na rua! Basta tirar uma foto para descobrir de qual marca é e aonde comprar!
Vitrines virtuais, como esta acima, do Pão de Açúcar, permitem que você selecione e pague os produtos através do seu smartphone e receba em casa, sem ter que enfrentar as filas dos supermercados

Vitrine virtual da Adidas, na Alemanha. Loja “aberta 24h”.

…E o futuro?

Podemos esperar que muitas mudanças ainda aconteçam e que os avanços tecnológicos proporcionem experiências cada vez mais inusitadas e surpreendentes. Por hora podemos arriscar prever que vitrines virtuais em espaços públicos serão cada vez mais frequentes, que o dinheiro se tornará peça de museu e que os produtos, assim como as experiências de compra, serão extremamente personalizados!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s